segunda-feira, 24 de outubro de 2011

A Cultura e o Coral de Queixas

     Olá,

     Ao contrário do que pregaram alguns anônimos, este Sapo está firme e forte.
     A revelação da  identidade do Sapo já estava prevista e ia acontecer mais cedo ou mais tarde e se escrevi tudo que escrevi foi porque tinha convicção que poderia assumir todas as responsabilidades quando minha verdadeira identidade viesse à tona.

    Continuarei escrevendo sempre que achar que devo e sobre o que eu achar que devo, sem me render as cobranças que  possam surgir (e algumas já surgiram) pois tenho prazer em exercer a minha cidadania e meu direito de ter opinião sem baixar a cabeça pra quem quer que seja. Sempre escutarei os conselhos e as opiniões dos meus amigos e meus companheiros, pois sei que vem para ajudar, e tenho consciência que ninguém é dono da verdade. Não tenho nenhum problema em mudar de opinião, quando o argumento for concreto e convincente.

    
     

     Mas chega de Blá, blá, blás e vamos ao que interessa.

     
     O assunto que me fez reservar um tempo para escrever para vocês desta vez é CULTURA.

    
     Cultura é uma palavra derivada do Latim Colere cujo significado é Cultivar. Porém a palavra pode ter uma gama enorme de outros significados e sentido muito amplo, tendo em 1952, no livro "Culture: A Critical Review of Concepts and Definitions" de Alfred Kroeber e Clyde Kluckhohn, sido encontradas pelo menos 167 definições diferentes para o termo.
 
      Aproveitando a estreita ligação de Teutônia com a Cultura Alemã, vou me ater aqui ao significado do termo alemão KULTUR que associa, comummente, Cultura à formas de manifestação artística e, ou técnica da humanidade como a Música, a Pintura, a Dança, o Teatro e o Artesanato, por exemplo.


  
     Teutônia é tida por muitos como uma Cidade muito rica em Cultura e eu concordo, em parte, com isso, pois é a Capital Brasileira do Canto Coral e tem uma Orquestra Municipal conhecida pelo mundo afora. Não podemos negar que o POTENCIAL  artístico-cultural desta cidade é muito grande.


     Mas também acho que usamos muito mal este potencial e os nossos 3 primeiros Prefeitos, (os mesmos que querem voltar juntos, agora) muito pouco fizeram para transformar este potencial artístico, cultural e turístico, em possibilidade de trabalho e renda para produtores,  empresários e a comunidade local em geral.

     Não precisamos ir muito longe (Gramado, Canela, Nova Petrópolis) para saber que vontade política aliada ao potencial da Cultura e do Turísmo, pode trazer oportunidade de trabalho e riqueza para toda uma cidade.

    Exemplifico isso com uma pergunta simples:

                 LAGO NEGRO                                                              LAGOA DA HARMONIA
O que 
o Lago Negro
  em


                                                            Gramado

tem,
que
a Lagoa
da



Harmonia em     Teutônia
                                                     não
tem?








  
      Potencial nunca faltou... 

    
     Mas, quero falar um pouco do que é feito hoje e dá certo.


     Recentemente Teutônia participou de um projeto inédito na América Latina. Isso mesmo... INÉDITO...
Podendo os artistas escolher qualquer lugar da América Latina para desenvolverem o Projeto, escolheram Teutônia.

O Mapa indica as cidades onde o Projeto já foi executado e deixa claro a importância de Teutônia neste cenário, sendo a única Cidade da América Latina que já participou.



     O Projeto, dos artistas Tellervo Kalleinen e Oliver Kochta Kalleinen, regido pelo músico Lucas Brolese, chama Complaint Choir ou Coral de Queixas e transformou as reclamações da nossa comunidade em um impressionante coro. O Coral de Queixas seria importante sozinho dado o ineditismo e a qualidade final do trabalho, mas já trouxe, na origem, uma característica que catapultou esta importância que é o fato do projeto fazer parte da 8ª Bienal do Mercosul. Nunca antes na história desta Cidade, houve um projeto cultural de tal vulto e tamanha importância. Participar de uma Bienal internacional é para poucos privilegiados.


     Este projeto foi acompanhado de perto pela imprensa de Porto Alegre, Cidade sede da 8 ª Bienal do Mercosul, com reportagem apresentada, também, aqui para região nos Programas Tele Domingo, Bom dia Rio Grande e Jornal do Almoço da RBS TV.

     Já a imprensa Local dispensou poucas linhas para o fato, o que não me surpreende.


O Coral de Queixas se apresentou duas vezes em Porto Alegre com direito a grande público e grande reconhecimento pela classe artística da Capital. Se apresentou em Lajeado com bom público e muitos aplausos e se apresentou duas vezes em Teutônia onde teve um pequeno, mas, importante e seleto público. 


     Além do Coral, o Projeto ainda conta com um DVD inteiramente gravado em Teutônia  que é a Arte final e   que está em exposição na 8ª Bienal do Mercosul, SALA 7 do Cais do Porto em Porto Alegre até o dia 15 de Novembro.

     Abaixo uma "canja" do Coral em um vídeo feito pelo pessoal da Imagine Foto e Vídeo no dia da Estreia do Coral de Queixas em Teutônia.





     Parabéns ao Lucas Brolese, Regente e Compositor da Música e a todos os Colegas Músicos, Coralistas e Compositores da Letra,  que, junto com este humilde Sapo,  fizeram um trabalho para se orgulhar de mostrar para os outros.

     Abraço


Sapo Fora Do Buraco
(Peecky)


segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Quem é o Sapo Fora do Buraco?

     Olá, leitores e leitoras do Sapo Fora do Buraco.



     Será feita hoje a "grande revelação".


     Quem é o homem por trás do Sapo?



     Antes de eu me identificar, gostaria de dizer que foi muito bom poder me corresponder com as pessoas e poder trocar ideias durante os últimos meses sem ser rotulado. É muito diferente a maneira como as pessoas recebem a informação quando elas ainda não tem um conceito pré definido sobre a fonte.
     Muito provavelmente pessoas que concordaram comigo em algumas das minhas colocações, não concordariam se soubessem antes quem eu era. 


   


     Mas como não queria mesmo guardar segredo muito tempo e já tem algumas pessoas que conhecem a minha verdadeira identidade, venho aqui de público me revelar pois prefiro fazer isso pessoalmente a ver outro fazer por mim sem meu consentimento...


     Meu nome é Maurício Klein Rocha, mas a maioria me conhece por "Piqui" que desde a adolescência escrevo "Peecky" pra ficar mais bonitinho. kkkk

     Moro em Teutônia a 18 anos, mais especificamente na Várzea a 5 anos, Trabalho atualmente em Porto Alegre, sou funcionário (CC) do Governo do Estado na FDRH (Fundação para Desenvolvimento de Recursos Humanos). Sou casado, tenho 2 filhos, sou Vogal da Comunidade Evangélica Paz , filiado e Presidente do PT (Partido dos Trabalhadores) de Teutônia e ainda faço mais algumas coisinhas como escrever blog nas horas vagas.

   





     O que o PT tem a ver com o Sapo? NADA. 






     O Sapo é ideia minha, são as minhas convicções e achismos e nada do que eu penso é definido pelo meu Partido... Eu que defini e escolhi meu partido baseado , justamente , no que eu penso.

     Reitero aqui o que já disse em artigos anteriores, que não levo as coisas pro lado pessoal e costumo, sempre que é possível, me relacionar muito bem mesmo com aqueles com os quais eu discordo.


Meu amigo Lucas (pelo menos era até hoje)
     Exemplo disso é o meu amigo (acho que ainda posso chamar assim) Lucas Brune do Grupo Popular, que foi meu colega de aula no Colégio Teutônia e foi motivo de muitos dos meus artigos e críticas. Sempre nos respeitamos e convivemos com tranquilidade mesmo com opiniões diferentes (espero que possamos continuar assim). Mas não vou aliviar nas críticas não , tá? kkkkk




     O Sapo vai permanecer pois esta sendo uma boa ferramenta de discussão e trocas de ideias, porém agora com autor expressamente identificado. 
   
     Vou manter este canal até para saber o que vai mudar na relação das pessoas com as ideias agora que sabem a fonte, e também por que não podemos ficar reféns dos grandes meios de comunicação e acho que cada vez mais a Internet nos ajuda a democratizar a informação e esclarecer assuntos relevantes.

 
     Aceito críticas, esporros, desabafos, xingamentos ou até mesmo elogios pelo email do Sapo,  sapoforadoburaco@gmail.com ou pelo meu pessoal, peecky@gmail.com.


     Um grande abraço a todos.


Aldo Kröte, ops... Mauricio Rocha (Peecky) ... af ... Sapo Fora do Buraco

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Querer não é "Poder"

     Todos já perceberam que não sou muito fã da Folha Popular. Não é nada pessoal e nem implicância, mas como gosto muito de jornalismo e prezo pela boa informação acabo não aceitando muito bem algumas distorções propositais, a omissão sobre assuntos relevantes e a tentativa de fazer opinião parecer fato.

      Mas, desta vez estou aqui para ELOGIAR. Não estou brincando.

     Quero dar os parabéns à Folha Popular pelo título da matéria que consta no site do grupo popular do dia 09/09/2011 sobre a união dos ex-prefeitos de Teutônia para o próximo pleito.


Foto retirada do site do Grupo Popular: http://www.popularnet.com.br/ 

"Teutônia - Unidos para voltar ao poder"

     Esta é a síntese perfeita deste movimento político. O único motivo que os une é o PODER. Ricardo e Silvério são adversários históricos sem quase nada em comum a não ser o que os une desta vez... a fome pelo poder.

     Tenho que dar os parabéns ao Ricardo (PSDB) que ressurge como uma Fênix das cinzas. Figura a algum tempo "escanteada" da cena política municipal por culpa dele mesmo, afinal ninguém fica inelegível de graça, aparece agora reforçado pelo PDT (inimigo de outros carnavais) demonstrando que ainda tem muito jogo de cintura na política e é capaz de tirar leite de pedra.

     Pena para o PDT que é quem sai mais enfraquecido deste movimento pois insiste em ignorar as opiniões das bases do partido e fecha um acordo de Gabinete que vem fazendo com que muitos filiados deixem o partido em desacordo com esta postura. Não foram um e nem dois, não foram somente filiados de base. o PDT perdeu ótimos quadros, ótimos canditados, e mesmo dentro do partido dentre aqueles que permanecerem ainda vão perder apoio. Parece que, para eles, o sacrifício de perder alguns (bons) filiados é um preço aceitável para pagar na tentativa de voltar ao poder.

   


     Mas, o Ricardo encantador de serpentes, o flautisma mágico da política municipal, tem lá as suas cartas na manga e a bola da vez é o PDT. Seus dirigentes vão segui-lo como ratinhos encantados até...


    
     O Coadjuvante do Grupo é o nosso primeiro prefeito, que parece não se conformar com a aposentadoria política, não tem nada a perder e quer, de qualquer jeito (fica claro pelo movimento), voltar ao poder nos braços do povo ou, melhor,  nas costas do Ricardo... ehehee...

     Parabéns a Folha Popular pelo poder de síntese demonstrado neste caso. O título fala por sí e quase dispensa a matéria .

"Teutônia - Unidos para voltar ao poder"



     Acho que nesta história toda estes atores políticos esqueceram só de uma única coisinha, importantíssima.

     O Povo.

     Os tempos mudaram. O povo está mais esclarecido. Não se deixa enganar tão fácil como antigamente.

     Não quero dizer aqui que não é legítima a vontade e até mesmo o direito que todos eles tem que disputarem uma eleição.

     O que fere a lógica, e debocha daqueles que lutam por uma política feita com ética e focada em projetos que beneficiem a maioria da população, é estarem os 3 JUNTOS.

     Esta união estampa a idéia do vale tudo e de que, como diria Sérgio Moraes (PTB), "estão se lixando para opinião pública".

    Eu não caio nessa! E voce?


Abraço

Aldo Kröte
Sapo Fora do Buraco
















segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Aumento do Número de Vereadores em Teutônia


     Saudações, queridos leitores e leitoras.

     Para não perder o costume, vou tratar aqui de um assunto que gera polêmica. O Aumento do Número de Vereadores em Teutônia.

     Percebo várias manifestações contrárias na mídia e muita desinformação.

     Recebi, de um leitor deste blog, um email indignado com a possibilidade de passarmos a ter 11 vereadores em em Teutônia e me comprometi em tratar do assunto por aqui.

     O principal argumento daqueles que são contrários à essa medida é o custo adicional aos cofres públicos para pagamento dos salários dos edis.

      Falácia, mentira ou desinformação... 
    
     Ora, os repasses de recursos às Casas legislativas não estão atrelados ao número de Vereadores e sim à população do município conforme o quadro abaixo que demonstra o  parâmetro estabelecido na Emenda Constitucional 58/2009.


% sobre as receitas (repasses) População habitantes
7% (sete) Até 100.000
6 % (seis) Entre 100.000 e 300.000
5 % (cinco) Entre 300.001 e 500.000
4,5 (quatro e meio) Entre 500.001 e 3.000.000
4 (quatro) Entre 3.000.001 e 8.000.000
3,5 (três e meio) Acima de 8.000.001


     Não serão acrescidos 0,1 centavo de Real às despesas públicas.


     A única forma que tornaria essa medida inviável financeiramente, seria o caso de os subsídios dos Vereadores já estivessem  alcançando o limite orçamentário, o limite de 5% à  6% da receita municipal ou aquele dos 50% com folha de pagamento (limites previstos na Constituição Federal). Isso poderia trazer problemas de natureza legal e atingir a gestão da Casa Legislativa Municipal ou submeter os Vereadores a subsídios em valores indesejados.


     Porém, em Teutônia, este também não é o caso pois estamos longe de chegar perto dos imites mencionados acima, como poderão perceber nas figuras abaixo:



Dados oficiais relativos a última prestação de contas do Legislativo retirados do site da Câmara de Vereadores de Teutônia

Dados oficiais relativos a última prestação de contas do Executivo retirados do site da Prefeitura Municipal de Teutônia



     A única coisa que aumenta com essa medida é a representação popular.

     Sou um grande crítico da atual Câmara de Vereadores de Teutônia e meus motivos estão bem justificados nos meus artigos anteriores aqui neste blog. Porém os maiores culpados somos nós. Nós elegemos os vereadores e se eles são ruins a culpa é TODA NOSSA.

     Mas eu espero que isso mude e que nós possamos eleger pessoas mais preparadas. Pessoas que sejam, realmente, representantes da população.

     Ter mais dois Vereadores pode ser a única chance de algumas parcelas da nossa comunidade de serem devidamente representadas na Câmara de Vereadores.

     Sonho em ver uma Câmara de Vereadores com representantes natos dos pequenos agricultores (e não só das Cooperativas), com representantes dos trabalhadores de fábricas de calçados, de laticínios ou móveis, com representantes legítimos das comunidades, das associações de bairros, das escolas, das mulheres, da juventude.

     Quanto menor o número de vereadores, mais difícil para as camadas mais populares para elegerem os seus representantes. Isso só interessa aos grandes grupos corporativos que investem pesado em campanhas que posteriormente serão a representatividade da elite acostumada em ditar as regras desde sempre.

 Sou a favor do Aumento do Número de Vereadores em Teutônia.

     Àqueles que ainda possam evocar a questão moral, já que a econômica foi esclarecida, eu coloco abaixo a tabela prevista na Constituição Brasileira que permite que Teutônia tenha até 11 Vereadores.

     Se a nossa Carta Magna permite, não me parece que possa ser imoral. 

    A Emenda constitucional 58/2009 estabeleceu os seguintes parâmetros relativos ao número de Vereadores: (Limite de Vereadores por habitantes)


N° de Vereadores (máximo)
Faixa populacional habitantes
9 (nove) Até 15.000
11 (onze) Mais de 15.000 até 30.000
13 (treze) Mais de 30.000 até 50.000
15 (quinze) Mais de 50.000 até 80.000
17 (dezessete) Mais de 80.000 até 120.000
19 (dezenove) Mais de 120.000 até 160.000
21 (vinte e um) Mais de 160.000 até 300.000
23 (vinte e três) Mais de 300.000 até 450.000
25 (vinte e cinco) Mais de 450.000 até 600.000
27 (vinte e sete) Mais de 600.000 até 750.000
29 (vinte e nove) Mais de 750.000 até 900.000
31 (trinta e um) Mais de 900.000 até 1.050.000
33 (trinta e três) Mais de 1.50.000 até 1.200.000
35 (trinta e cinco) Mais de 1.200.000 a 1.350.000
37 (trinta e sete) Mais de 1.350.000 até 1.500.000
39 (trinta e nove) Mais 1.500.000 até 1.800.000
41 (quarenta e um) Mais de 1.800.000 até 2.400.000
43 (quarenta e três) Mais de 2.400.000 até 3.000.000
45 (quarenta e cinco) Mais de 3.000.000 até 4.000.000
47 (quarenta e sete) Mais de 4.0000 até 5.000.000
49 (quarenta e nove) Mais de 5.000.000 até 6.000.000
51 (cinquenta e um) Mais de 6.000.000 até 7.000.000
53 (cinquenta e três) Mais de 7.000.000 até 8.000.000
55 (cinquenta e cinco)
Mais de 8.000.000


Atenciosamente,


Aldo Kröte

sapoforadoburaco@gmail.com
www.twitter.com/Sapoforadburaco

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Perplexo

Senhores e Senhoras,

     Leio todos os pronunciamentos dos nossos vereadores no Site da Câmara de Vereadores de Teutônia e recomendo.  Não por ser uma boa leitura (muito pelo contrário) mas por achar que é dever de todos os eleitores acompanharem o trabalho dos nossos representantes do Legislativo. Com este acompanhamento é possível até saber toda a tragetória de alguns vereadores durante 4 anos, pois alguns deles, resumem seu trabalho ao comparecimento à Câmara e fazem somente ir a sessão 3x por mês e nem mesmo usam a tribuna em todas.

     Alguns pronunciamentos me deixam PERPLEXO. Não surpreso, por que pelo que já deu pra conhecer do time atual de vereadores não da para esperar muita coisa mesmo... Mas alguns se superam...

     A maioria faz críticas sem olhar pra dentro do seu partido ou dos governos que fazem parte...

     Já vi O Vereador Claudinnho e a Vereadora Eni reclamando da saúde em Teutônia principalmente quando se trata de atendimentos de Alta complexidade. É sabido que não tem como se dar este tipo de tratamento no Município. Não dava também quando o PDT (partido dos vereadores em questão) era governo. É economicamente impossível manter hospitais deste porte em todos os municípios.  Estes atendimentos são regionalizados e divididos em Hospitais de todo o Estado.

"Não sei o que nós podemos fazer como legisladores, (Pois Já estava na hora de saber) tantos recursos liberados para copa do mundo, antigamente o esporte era praticado por prazer, onde virou uma maneira de ganhar dinheiro. Infelizmente é patrocinado por dinheiro público, e as pessoas continuam morrendo sem ter recurso. Talvez nós como Vereadores, podíamos enviar um oficio ao Governo do Estado, (Espero que não tenha ficado no talvez e tenha realmente mandado o ofício) talvez agora com o PT, como sempre se falou que nós éramos contrários ao Governo Federal, (Quando o PDT foi contrário ao Governo Federal?) e não conseguíamos recursos; mas agora com o PT no Governo Federal e Governo Estadual, (É impressão minha ou ele não entende que o PDT é Governo Federal e Estadual?) talvez possamos conseguir algum hospital na região como referência a este tipo de atendimento. Temos que recorrer a outras cidades distantes e mesmo assim encontramos dificuldades para conseguir. Diz-se ser um pouco leigo na questão e não saber de quem é a competência de buscar este convênio junto aos Governos. (Pronunciamento de Claudiomir de Souza na sessão do dia 30/06/2011) * As observações em negrito são do Sapo...


     O PDT está no Governo Estadual com a Secretaria da Saúde e além disso, tem o Coordenador Regional da Sáude no Vale do Taquari.
     Já vi vários pronunciamentos do Governador Tarso Genro falando sobre a regularização dos repasses do Estado para os Municípios na Saúde e na Educação. Colocando da dificuldade do Estado (que está quebrado) em cumprir o mínimo legal, mas também do compromisso, dele Governador, em até o final do Governo, de maneira gradual, chegar até esta realidade. Espero, realmente, e torço que consiga.
     Portanto, se existe compromisso de Governo por parte do Estado e participação efetiva do PDT na área da Saúde, PORQUE SE QUEIXAR COM O PREFEITO DE TEUTÔNIA? Que, assim como o seu antecessor que era do PDT, aplica na saúde muito mais do que o exigido por lei.
     São críticas vazias e totalmente eleitoreiras... No caso da Vereadora Eni (por mais boa intenção que possa ter havido) chegou a ser grosseira a exposição que ela fez do problema da  Senhora Diva e todo o sensacionalismo feito no caso. Pergunto se a senhora Eni procurou o Secretário Estadual ou o  Coordenador Regional da Saúde?  Poderia ter feito isso sem expor famílias que já estão sofrendo com a doença e não precisavam ser expostas dessa maneira.

"Gostaria também que a RBS estivesse aqui para filmar a hérnia dessa senhora; pediu uma atenção especial a imprensa e a dona Diva que passasse as fotos para que todos os Vereadores e a imprensa vejam as fotos; ela sentada nós não notamos o tamanho da hérnia;" (Pronunciamento de Eni Terezinha Wiebusch na sessão do dia 12/05/2011)



     Outro que joga pedras sem olhar o seu telhado é o Vereador Valdir do Amaral que reiteradamente fala sobre os Repasses do Estado... Pergunto pra ele se no Governo do PMDB com o Rigotto ou no Governo do PSDB (onde o PMDB estava também) com a Ieda, estes repasses eram feitos?  NUNCA... nem mesmo durante o Falso Défisit Zero (estava mais pra investimento Zero) da Desgovernada Ex-Governadora...

"O governo que criou 500 cargos pode mandar 12% para o município e não 4% como esta sendo feito." (Pronunciamento de Valdir Oliveira do Amaral na sessão do dia 30/06/2011)



     O Vereador Hércio Landmeier, outro dia, ficou horrorizado com as negociações partidárias em trocas de espaços no Governo Municipal sendo que o partido dele mesmo fez campanha pro Fogaça e compõe o Governo Tarso...

"É com muita tristeza e desgosto com a classe política, com o que temos presenciado nos últimos dias na imprensa, seja ela a nível Municipal, Estadual ou Federal. Os Partidos Políticos abertamente negociam votos em favor de determinados projetos, em troca de cargos no Governo; outros negociam cargos e troca de apoio total a determinado Governo; a ideologia política não existe mais..." (Pronunciamentos de Hércio Landmeier na sessão do dia 30/06/2011)



     O Vereador Jonatan pede agilidade na construção de um Parque de Eventos. Será que não deu tempo nos oito anos que o Pai dele era Prefeito?  Ou isso não era importante antes?

"Faço o pedido para que a Administração Municipal torne ágil o processo de construção do parque de eventos. A pedra fundamental já foi lapidada a um bom tempo e não se vê um avanço na construção do parque de eventos, se for assim vamos ter o nosso parque de eventos daqui uns 40 anos." (Pronunciamento de Jonathan Bronstrup na sessão do dia 30/06/2011)


   Será que estas pessoas pensam antes de falar?

  Ou será que vivem dentro do buraco do próprio umbigo?

   
   

     Atenciosamente,     

      Aldo Kröte
   


segunda-feira, 4 de julho de 2011

Cadê meu Sapocard que devia ter chegado pelo Correio?

  
     Cada vez que convenço mais que o tamanho do buraco da falta de ética e de humanidade diminui com o passar do tempo. Contudo ele ainda é muito grande e exige, de todos aqueles que estão do lado de fora do buraco, muita atenção.
  

     Duas pessoas foram presas em flagrante, na última quinta feira dia 30 de junho em Teutônia, tentando queimar 94Kg de cartas, cerca de 14.000 correspondências.





     Esta é uma notícia no mínimo chocante para nossa comunidade. De acordo com as notícias veiculadas na imprensa, um dos suspeitos era o funcionário mais antigo em atividade nos Correios em Teutônia, o que me leva a crer que este pode não ser uma fato isolado e que seria uma prática corrente deste indivíduo e de seu cúmplice (se é que não tem mais pessoas envolvidas). Também me chama atenção o fato que usarem um forno de uma empresa particular de Canabarro... Como pode o dono da empresa não suspeitar?... Ou será que fazia parte do esquema?


Agora é esperar que a Polícia Federal faça o seu trabalho e nos mostre se esta não é só uma ponta do Iceberg...




Os carteiros violavam as correspondências e roubavam encomendas compradas pela Internet, em especial, vindas da China.







Entre as correspondências encontradas, prestes a serem queimadas estavam extratos, cartões de crédito e vários documentos.

     Não tem muito o que possa ser dito diante deste fato. Mas é evidente que precisamos de um controle e um sistema de segurança mais efetivo por parte dos Correios. Sumir uma carta que seja já devia ser motivo de alarde... Mas foram 14000 e só por isso despertou suspeita...

A comunidade deve ficar de olhos bem abertos e a qualquer sinal estranho ou se sentir falta de algo que deveria ter sido entregue pelos Correios deve RECLAMAR.



Aldo Kröte

sapoforadoburaco@gmail.com
www.twitter.com/Sapoforadburaco


quarta-feira, 18 de maio de 2011

Em defesa da Lei

Conforme o dicionário, a palavra "Lei" significa:
  1. regra imposta pela autoridade estatal.
  2. obrigação ditada pela sociedade.
  3. norma de caráter imperativo, imposta ao homem, que governa a sua ação e que implica obrigação de obediência e sanção de transgressão.
Sabemos todos, (imagino) que o papel do PODER EXECUTIVO é o de fazer cumprir a lei, tal como escrito pela Legislatura (PODER LEGISLATIVO)e interpretado pelo sistema judicial (PODER JUDICIÁRIO).

Também imagino, que a grande maioria saiba que o Poder Legislativo Municipal é composto pelos VEREADORES.

Diz no Site da Câmara de Vereadores de Teutônia sobre o PODER DO VEREADOR: "Criar leis que tornem a sociedade mais justa e humana. Fiscalizar e manter o controle externo do Poder Executivo Municipal..."

Uma das ferramentas do Poder Executivo para desempenhar o seu papel e fazer cumprir a Lei é a Força Policial, seja ela Civil ou Militar.

Sabendo de tudo isso que foi dito acima, eu me pergunto:

Como pode um Vereador dar uma declaração como esta que coloco abaixo?

"... São vários assuntos que me fazem usar a Tribuna essa noite, a primeira solicitar a Administração, se possível abrir a Rua Daltro Filho que liga com a Rua Pedro Schaeffer no Bairro Teutônia acontece que naquela Rua há poucos dias foi vendido um terreno e de repente em alguns dias vão começar a construir a casa, e as pessoas que moram naquela rua me pediram, até já falei com o pessoal da fiscalização, falei com o setor de engenharia e os mesmos falaram que só o Prefeito pode intervir naquela obra, essa rua é muito importante no Bairro Teutônia pois ela vai desafogar a Rua Alfredo Drimeyer com a Rua Mauricio Cardoso, bem na esquina do Salão Suri, onde agora com asfalto todo o movimento passa por ali e todos nós sabemos que muitos passam na vila para evitar passar na frente da Policia Rodoviária Estadual, e por isso seria muito importante que aquela rua fosse aberta."
Declaração proferida na tribuna da Câmara de Vereadores no dia 14/04/2011 e extraída do site da Câmara de Vereadores de Teutônia.


Me sinto na obrigação de colocar isso aqui para todos vocês por que acho inadmissível que um VEREADOR que não só devia SABER DO SEU PAPEL, como deveria cobrar do poder executivo em todas as suas esferas que se cumpra a lei e NUNCA poderia justificar como IMPORTANTE a abertura de uma Rua por conta do fluxo causado pelos que EVITAM PASSAR NA FRENTE DA POLÍCIA.

Eu daria risadas aqui se não fosse motivo para chorar...

 As pessoas precisam ter mais consciência na hora de eleger seus representantes no Legislativo.

Já elogiei aqui o Vereador Landmeier pela sua postura clara na hora de escolher um lado e por não ficar equilibrando-se no muro. Mas não posso elogia-lo novamente frente a esta total demonstração de falta de conhecimento das prerrogativas da sua função...

Aliás, levando em conta o que diz no site sobre o papel do Vereador, "Criar Leis que tornem a sociedade mais justa..."   VOCÊ CONHECE UM SÓ VEREADOR EM TEUTÔNIA QUE TENHA FEITO ISSO?


Desafio vocês a me apresentarem um único projeto de lei desenvolvido pelos Vereadores de Teutônia...


Seu Hércio Landmeier, teria um? 

Atenciosamente

Aldo Kröte






    terça-feira, 3 de maio de 2011

    Novidade?

    Transcrevo abaixo uma conversa que tive com uma sapo que vive dentro do buraco que me chamou para me contar uma novidade.

    Sapo de dentro - Aldoooo, se ta ai? Preciso te contar uma novidade.
    Aldo - Olá, amigo ofídio. O que tens pra me contar de novo?
    Sapo de dentro - Voce nem vai acreditar... Tenho informações bombásticas sobre política em Teutônia.
    Aldo - Nossa! O que pode ser tão diferente e bombástico?
    Sapo de dentro - É sobre um político que trocou de partido...
    Aldo - Mas em periodos pré eleitorais isso é comum... Essa sopa de letrinhas sempre se modifica...
    Sapo de dentro - Mas dessa vez, duvido que voce saiba de quem eu estou falando...
    Aldo - Ora, estou mesmo curioso. O que vc sabe, que eu não sei?
    Sapo de dentro - Pois, foi o Lismar Kilpp que saiu do PDT e foi pro PP... vc acredita?
    Aldo - ahuahuahuahuahuahuahuahuhaua... kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk ... Éra isso?
    Sapo de dentro - Sim. Não é uma novidade?
    Aldo - Novidade seria se ele ficasse no partido... Já passou pelo PMDB, PT, PTB, PRB, PDT e agora PP.
    Cada eleição numa sigla diferente. Fidelidade partidária não é o forte dele não... kkkkkkk... O povo de fora do buraco já ta sondando para qual partido ele vai daqui dois anos, pois não tem mais muitas possibilidades... A não ser que ele comece a fundar partidos... e quem duvida?
    Aff... novidade... vcs dentro do buraco tem cada uma... Abraço, amigo ofídio... e abre o olho...



    Att


    Aldo Kröte

    quarta-feira, 13 de abril de 2011

    Reflexões

              Este blog nasceu, provocado pela necessidade de se dar uma resposta a outro blog, o "Tiário de Crodt Lott", o que deixo claro na primeira postagem feita aqui no Sapo fora do Buraco. Porém, esta foi somente a motivação inicial, pois o Sapo fora do buraco não pretende ser só um contra ponto à outro blog. O Sapo fora do buraco pretende ser uma alternativa a pontos de vista limitados, preconceituosos e mal intencionados, independente de onde venham.

              Em alguns emails que tive oportunidade de trocar com os responsáveis pelo "Tiário de Crodt Lott" ficou claro, para este humilde, mas não rasteiro, Sapo, que a motivação surgiu graças ao movimento de emancipação. Porém, conforme fui informado pelo "etitor" do referido "tiário", somente como um pano de fundo para fazer graça. Sem nenhuma intenção de fazer críticas ao movimento, como tenta fazer entender a Folha Popular quando da matéria sobre o blog.


          

              Como não sou um Sapo rancoroso, aceito as desculpas pedidas. Tenho certeza, que fazendo algumas correções que evitem a pessoalização e o desrespeito à comunidade o "Tiário de de Crodt Lott" pode ser uma alternativa de humor e dar certo. Vejo com bons olhos a revelação de novos artistas no nosso meio.

              O que não vejo com bons olhos e não posso admitir é a manipulação da informação. 

              Está escrito na página 6 do Jornal folha Popular de 26 de março de 2011, no seu Painel Especial, na Matéria intitulada "Na terra do Crodtt Lott": 

    "Sobre a proposta de emancipação de Teutônia Norte, algumas pessoas criaram um blog, em março de 2011, como se fosse um jornal do novo Município..."  

               Fica óbvia a tentativa de manipulação... O editor do referido "tiário" deixa claro no email apresentado mais acima que "...não houve NENHUM intuito de nos manifestarmos a respeito" e "...justamente foi só inspiração...".




               Por que o jornal não tomou o cuidado de perguntar antes de afirmar? 
               
              Ahhhhh, ae que tá.... A finalidade não era informar e sim cutucar, alfinetar e provocar de forma maniqueísta a discussão entre os leitores.


                   Já havia mencionado em outra postagem a perguntinha rápida e rasteira e não menos maniqueísta que tentava colocar o processo de emancipação equiparado com a destruição do alicerce de uma casa o que só vem a fortalecer o argumento deste Sapo.

                    Que fique claro que sou um defensor incansável da liberdade de opinião e que acho que todo e qualquer jornal tem o direito de se posicionar sobre qualquer assunto. Mas para haver posição tem de haver clareza. Não dá para ter opinião e posar de isento manipulando informações.


                     Atitudes valem muito mais que palavras.



    Palavras apenas
         Palavras pequenas
         Palavras, momentos
         Palavras, palavras
         Palavras, palavras
         Palavras ao vento...           
    (Cássia Eller - Palavras ao vento)


              Está publicado na página 6 da Folha Popular de 9 de Abril de 2011 na coluna "De olho na região" sob o título "Reflexões":
    Obs: As frase em itálico e entre parênteses são de autoria deste Sapo que teima em ver as coisas de fora do buraco. O resto é do Lucas.

              Lançar reflexões é, também, proposta dos meios de comunicação, através de seus jornalistas e colunistas. (concordo plenamente). Quando se lança uma pergunta (desde de que não seja mal intencionada e maniqueista) tem-se o propósito de fazer as pessoas refletirem sobre o tema, cada qual formando a sua opinião conforme seus valores , princípios e ideais. (é meu sonho, mas será assim na realidade? não é o que foi feito, conforme exemplos citados acima) Se fôssemos sempre apresentar tudo mastigado, certamente perderia o sentido e seria fechar os ângulos de análise. (nada fecha mais o ângulo de analise do que uma pergunta direcionada ou uma matéria desinformada) A pergunta instiga a curiosidade individual e abre novos pontos de vista sobre o tema.; amplia-se o leque. (dependendo da forma como for feita a pergunta pode acontecer justamente o contrário, lamentavelmente) Afinal, todos queremos uma sociedade livre de pensamentos. (Será? Eu posso falar por mim. E realmente quero uma sociedade com liberdade de pensamentos.) Nossa homenagem aos colegas jornalistas pela passagem do seu do seu dia, 7 de abril. (Parabéns a todos os jornalistas que tem compromisso com a ética e a verdade)


                
             Abaixo segue o texto da coluna sem os meus comentários para facilitar a compreenção.







              Posso estar errado mas a reflexão lançada acima me parece uma resposta as críticas proferidas anteriormente aqui neste blog, por este Sapo ousado. O que me deixa lisonjeado já que, por email, parecem ignorar e demonstrar indiferença.
              

              Posto isso, volto a dizer que atitudes valem e falam muito mais do que palavras....



    "Escreveu e não leu...
      
    ...o Sapo se meteu"



            O baque foi tanto, que ficou sem idéias para novas, "isentas" e "reflexivas" rapinhas?






             Agradeço a todos que tem mandado emails e mensagens com elogios, dicas e críticas.

          Posso dizer que nenhuma das críticas que faço ou embates que travo são direcionados à pessoas e sim as suas práticas e idéias. E mantenho, tranquilamente, uma relação respeitosa e até de amizade com pessoas com as quais eu não concordo.

              Aos que já me indagaram sobre a identidade do homem  por traz do Sapo eu digo em formato de Reflexão:

        "É muito mais importante ter e demonstrar idéias claras sem mostrar o nome, do que mostrar o nome sem deixar a idéia clara." 


    Atenciosamente

    Aldo Kröte




    quarta-feira, 6 de abril de 2011

    Por que separar o que está bom?

              Hoje, quero começar meu texto com um elogio. Parabéns aos vereadores, Claudiomir de Souza (Claudinho) e Hércio Landmeier, ambos do PDT. Eles estão mostrando a comunidade qual o papel de um vereador. Tanto Claudinho quanto Hércio, se posicionaram frente as questões de emancipação em Teutônia. Posições distintas, e que não cabe a mim dizer se são boas ou ruins. O vereador Claudinho se coloca desfavorável a participação da comunidade da Linha Germano no processo de emancipação da Germânia, e deixa claro os motivos pelos quais toma essa posição. 
    O vereador Hércio figura entre os participantes da Comissão emancipacionista de Teutônia Norte, deixando mais que claro a sua posição em defesa da comunidade que representa. O vereador é um representante do povo e precisa, além de informar, defender aqueles aos quais representam se pocisonando sobre os assuntos relevantes à comunidade e não ficando em cima do MURO.


              E qual a relação disso tudo que escrevi até agora com o Título?

              Pois bem, a pergunta "Por que separar o que está bom?" foi proferida do alto de um "baita" MURO.

         O vereador Pedro Hartmann (PMDB) começou, conforme notícia publicada na página 5 do Jornal Folha Popular de 29 de março de 2011, o seu pronunciamento na tribuna no dia 10 de março com esta pergunta.
    E num primeiro momento, para este humilde, mas não rasteiro, sapo, deixou claro a sua posição contrária aos movimentos emancipacionistas, pois se ele não consegue ver motivos pra separar então, logicamente, é contra.
    Só se for na lógica do Sapo, porque logo depois no mesmo pronunciamento o vereador diz, em alto e bom som, que "não é contra". O restante do pronunciamento chegou a deixar este sapo tonto, hora lendo indagações que deixavam clara a sua posição contrária e em seguida novamente reafirmando a sua posição de "não ser contra".

              Desce do MURO, Pedro. Olhe para o lado e siga o exemplo dos teus colegas e assuma o bônus e o ônus da tua posição.

              Eu gostaria de tentar responder esta pergunta proferida do alto do muro com outra pergunta...



    Por que separar o que está bom?                                              

    Se for pra ficar ÓTIMO, pode?



             Porque olhando para o lado eu vejo somente exemplos desse tipo...
             Teutônia emancipou de Estrela. Estrela acabou? Foi destruída?
          Westfália emancipou de Teutônia. Teutônia acabou? Cresceu ou diminuiu desde a saída da Westfália?
            Teutônia cresceu em todos os índices desde lá, e nos últimos anos a força que adquiriu o Município de Westfália, graças, também, as suas exemplares administrações, só veio a fortalecer esta micro região e contribuiu muito para o crescimento de Teutônia. Assim também foi com Colinas e Imigrante e acredito será com Teutônia Norte e Germânia. Serão, juntos com Teutônia, Municípios fortes e irmanados pela sua história e compromisso com a região. 

    Atenciosamente,

    Aldo Kröte
    Sempre olhando do lado de fora do buraco...

    segunda-feira, 4 de abril de 2011

    Rápido e Rasteiro

    Rápido - Que anda depressa, ligeiro, veloz, que dura pouco tempo. 

    Rasteiro - Que anda de rasto, que se arrasta pelo chão, Que se ergue pouco acima do chão. No sentido figurado significa: Baixo, humilde, servil, sem distinção, sem nobreza, sem elevação.



    A expressão "rápido e rasteiro" é normalmente empregada em situações que tenhamos conseguido responder a uma questão ou passar uma ideia de forma clara e objetiva, sem rodeios.

    Porém, usando o sentido figurado da palavra rasteiro, a expressão pode mudar completamente de sentido.

    Em matéria publicada no dia 26 de março de 2011 no Jornal Folha Popular de Teutônia, especificamente na coluna "De olho na região" está escrito no item terceiro das "famosas" Rapidinhas: "Derrubar 1/3 (um terço) do alicerce pode comprometer a estrutura e derrubar uma casa?".
    Pois bem, o Lucas, responsável pela coluna e pela frase em questão estaria com dúvidas sobre construção cívil? 
    Estaria ele interessado em alguma reforma em casa e preocupado em comprometer a estrutura da sua residência?
    Estaria ele, quem sabe, preocupado com as vítimas do terremoto no Japão que tiveram 1/3 (um terço) do alicerce de suas casas derrubados?
    Ou este é um exemplo RASTEIRO que tenta não dizer o que pensa mas induzir o leitor a chegar em conclusões distorcidas sobre o assunto que quer realmente abordar?


    Este humilde, mas não rasteiro, sapo que vos escreve acredita na última opção. Esta rapidinha , além de rápida foi rasteira, dando uma nova compreensão à expressão "Rápido e Rasteiro".

    Poderia eu aqui formular um milhão de exemplos pejorativos como este de maneira até mais criativa e muito mais dramática.
    Ex:
    Poderia, a perda de 1/3 do cérebro de um jornalista, comprometer a qualidade da sua coluna no jornal?
    Poderia, a perda de 1/3 dos ouvintes de uma rádio, comprometer o ego, a vaidade e a prepotência de seus diretores?
    Poderia, a perda de 1/3 do compromisso com a verdade prejudicar a qualidade e o caráter de um jornalista?

    Ou, poderia eu, usar exemplos construtivos. Tais como:
    Poderá 1/3 do território de um município, emancipando-se, melhorar a qualidade de vida dos seus habitantes?
    Retirando 1/3 dos frutos de uma árvore e replantando as sementes, matamos a árvore ou fortalecemos o pomar?

    Pois bem, aos meus olhos, daqui de fora do buraco, me parece que Teutônia Norte está mais para semente de desenvolvimento a ser plantada do que para alicerce a ser derrubado.

    Atenciosamente.

    Aldo Kröte
    Apenas um sapo fora do  buraco .